Semaglutida oral: tire todas as suas dúvidas sobre o medicamento

A semaglutida é um dos medicamentos mais importantes e modernos no combate à obesidade e diabetes devido aos seus excelentes resultados no tratamento de milhares de pessoas ao redor do mundo. Ela chegou ao Brasil e foi aprovada pela ANVISA em 2018, em sua versão injetável, administrada por via subcutânea, com o nome comercial de Ozempic. O tratamento pôde ser encontrado nas farmácias desde então e com o tempo se mostrou eficiente na melhora do quadro de saúde dos pacientes.

Agora, graças aos avanços científicos, a semaglutida oral (nome comercial Rybelsus) foi registrada pela ANVISA em 2020 e chegou às farmácias brasileiras no início de 2022. Essa nova possibilidade de tratamento trará muitos benefícios a uma população que necessita ampliar os parâmetros e alternativas para cuidar da sua saúde.

O que é semaglutida e como funciona?

A semaglutida é uma substância que pertence à classe dos análogos do GLP-1, um hormônio produzido em nosso intestino na presença de nutrientes e capaz de sinalizar ao cérebro quando estamos saciados, fazendo com que ele “entenda” que não precisa mais mandar impulsos de fome. Por isso, ela funciona diminuindo o apetite e aumentando a saciedade dos pacientes, basicamente como se enviasse uma mensagem para nossa mente indicando que não precisamos comer mais do que já ingerimos.

Confira como que essa substância pode atuar no seu tratamento:

  • Reduzindo o apetite (sensação de plenitude e saciedade);
  • Reduzindo os movimentos do estômago;
  • Reduzindo a liberação de insulina e glucagon, que é responsável por regular os níveis de glicose no pâncreas (equilíbrio da produção de insulina e melhora da sensibilidade da produção de glicose no fígado)
  • Diminuindo o risco das doenças do cardiovasculares, principalmente a aterosclerose;

É importante perceber que todas essas ações em conjunto demonstram como a semaglutida, seja em sua versão oral (Rybelsus) ou injetável (Ozempic), pode apresentar bons resultados quando prescritos pelo médico para controlar melhor a diabetes e ajudar pessoas com sobrepeso e obesidade, principalmente aquelas que acumulam outras patologias como gordura no fígado, triglicérides altos e hipertensão.

Agora vamos descobrir qual a diferença entre as duas versões encontradas nas farmácias!

Qual a diferença entre a semaglutida oral e a injetável?

A única diferença entre elas é a forma de administração. Tanto a semaglutida oral quanto a injetável são a mesma substância e possuem o mesmo mecanismo de ação no organismo. A versão em comprimidos que recebe o nome Rybelsus foi desenvolvida pensando em pacientes que não podem manter o uso injetável, trazendo muito mais praticidade. Ela é comercializada em doses de 3 mg, 7 mg e 14 mg. O comprimido foi formulado com um intensificador de absorção do pH do estômago para proporcionar uma melhor absorção da substância e precisará de prescrição e acompanhamento médico tal como a versão injetável ou qualquer outro tratamento.

Já as canetas injetáveis de Ozempic administram doses de semaglutida de 0,25 mg, 0,5 mg e 1 mg. A medicação pode ser aplicada a qualquer hora do dia sob a pele da barriga, coxa ou na parte de cima do braço. O uso delas é semanal e precisa tanto de prescrição, como acompanhamento médico. Não altere as dosagens por conta própria para não colocar sua saúde em risco, busque  sempre conversar sobre os efeitos colaterais e adaptação da medicação com o profissional de saúde que lhe acompanha.

Qual semaglutida faz perder mais peso?

Essa é uma das perguntas que mais recebo nos consultórios! Estudos mostraram que ambas (oral e injetável) obtiveram resultados semelhantes em relação à perda de peso, sendo a diferença unicamente o modo de administração. Como o remédio acabou de ser lançado, nós médicos, ainda não temos experiência na prática para fazer essa comparação de forma tão específica. Devemos apenas seguir cada caso, lembrando que cada organismo é diferente e os seus resultados podem variar também por esses motivos.

Como devo tomar a semaglutida oral?

Os comprimidos devem ser ingeridos inteiros, de preferência com 1 copo de água e cerca de 30 minutos antes de outros medicamentos os quais o paciente faça uso. Outra sugestão é tomá-lo antes da primeira refeição do dia. A semaglutida oral pode ser uma forma de tratamento única indicada pelo médico, como também em associação com outros medicamentos para controle do diabetes e colesterol.

Ressalto novamente a importância do acompanhamento médico tanto para a indicação do remédio, quanto para analisar por meio de exames clínicos e laboratoriais o efeito da substância, podendo ser necessário ajustes de dose.

É verdade que a semaglutida oral emagrece?

É essencial deixar claro que a semaglutida é um potente redutor de apetite, não é um remédio que tem o poder de acelerar o metabolismo ou fazer o organismo eliminar gordura. O processo de emagrecimento deve estar baseado em uma construção de ações e mudanças de hábitos. A semaglutida, ou qualquer outra medicação que auxilie a perda de peso, funciona como uma opção complementar no tratamento, que deve estar alinhada à uma alimentação equilibrada e prática física. 

Seja qual for a sua demanda pela semaglutida oral ou injetável, inclusive se há dúvida de qual for a melhor opção para você, converse com seu profissional de saúde antes. Não tome remédios sem prescrição e não esqueça de que eles sozinhos não tem o poder de mudar a sua saúde, se você não optar por mudar algumas práticas em sua rotina.

Marcar uma consulta!
Endocrinologista RJ - Luciana Spina

Por: Dra. Luciana Spina

Luciana Spina é Médica Doutora em Endocrinologia, Especialista em Endocrinologia pela SBEM, premiada e reconhecida internacionalmente.

2022-05-11T10:27:45-03:00 10 de maio de 2022|Destaque, Dicas de saúde, Obesidade|